Home / Author Archives: Karen (page 10)

Author Archives: Karen

Um Início Tumultuado!

Indo para São Paulo para inicar nossa aventura!
Amigos, começo me desculpado. Esta página do diário vai ser longa e com poucas fotos. E embora pareça um filme de terror, é tudo realidade. Viajantes de primeira viagem, não se apavorem. Estas coisas quase nunca acontecem (pelo menos não todas elas com a mesma pessoa na mesma viagem…).
São momentos como estes que me fazem pensar duas vezes em indicar a principiantes viajar sem o apoio de uma agência de viagens. Porque quando tudo dá certo, perfeito… mas quando as coisas não saem como planejado, é preciso ter muita experiência ou muito jogo de cintura, e principalmente conseguir se comunicar em alguma língua.
Saguão do Ibis Guarulhos (Taxi R$ 180,00 de Congonhas)

Bom, vamos lá! Já estávamos em SP desde o dia anterior, e ficamos no Ibis Guarulhos (estamos quase desistindo do Ibis… mais de meia hora na fila do Check in, isso que só tinham três pessoas na frente).

Fomos para o aeroporto (o taxi saiu R$ 45,00, mas o transfer saia apenas 13:30, e fizemos o check out ao meio dia), e chegamos três horas antes para o check in. Gente, parênteses aqui. Eu já tinha feito o check in on line, e já tinha os cartões de embarque impressos.

Vale muito à pena fazer isso, pois você pega uma fila muito menor, só para despachar as malas, e já garante os lugares! Algumas empresas aceitam o check in 24h antes, e algumas até 72 horas. É só entrar no site da Cia Aérea e sempre tem um link para Web Check in. Anotem esta dica! Vejam abaixo como é fácil:

Tudo foi muito rápido, e já na ala internacional resolvemos descansar uma hora no Fast Sleep ala internacional (R$ 86,00 o quarto duplo, e R$70,00 ocupação individual, criança não paga).
Ele fica no segundo andar da área de embarque, tem uma escada do lado direito antes do Dutty Free da entrada. É um pouquinho longe, fica depois das salas Vips dos bancos.
Corredor para o Fast Sleep
Entrada Fast Sleep ala internacional
Quarto Fast Sleep

Meia hora antes seguimos para a área de embarque, e o portão mudou e teríamos que pegar ônibus (o que foi uma constante nesta viagem). A Tap não é muito rigorosa com horário. O embarque teve início no horário em que o avião deveria estar decolando, e acabou saindo com uma hora e meia de atraso.

Expectativa… embarcando para Europa!

O atendimento dos comissários da Tap foi muito bom, e a comida também. As poltronas não tinham TV individual, mas o espaço das poltronas é bom para os padrões econômicos. O vôo foi tranquilo, porque tomei um rivotril sublingual para a minha síndrome das pernas inquietas (gente, não é para rir, é uma condição médica verdadeira, reconhecida, e que atinge cerca de 10% da população, e inclusive consta da receita do rivotril, podem procurar no google).

Como o vôo estava bastante atrasado, os passageiros começaram a se preocupar. É claro que quando os vários passageiros perguntavam sobre as conexões (acho que ninguém iria ficar em Portugal), os comissários diziam que a conexão iria esperar os passageiros. Eu até ri na hora. Nunca acreditem nisso. Não é verdade.

Então, durante o vôo, eu já sabia que perderíamos a nossa conexão, que era de apenas 1:40h. Mas imaginei que deveria haver outro vôo logo em seguida, então não me preocupei.
Chegando em Lisboa, eles anunciam no autofalante que os passageiros com conexão deveriam entrar em contato com o pessoal de terra. Bom, essa foi a grande piada de português da viagem. Quando desembarcamos não havia nem um só funcionário da TAP. Mas tudo bem, porque tínhamos ainda que passar na alfândega, o que levou quase uma hora.

Depois de liberados da alfândega, chegamos na área de embarque internacional (o aeroporto de Lisboa tem uma área de embarque internacional com várias lojas e uma linda praça de alimentação perto dos portões de embarque para outros países da Europa, e essa parte fica depois da alfândega (ou antes da alfândega para quem está voltando para o Brasil).

Bom, o local é como uma praça de alimentação de shopping. E, claro, não tinha nem um funcionário da Tap em nenhum lugar à vista. Só um monte de passageiros olhando para os lados como baratas tontas sem saber o que fazer.
Mas tinha um balcão de atendimento, admito. O problema é que na frente desse balcão tinham todos os passageiros de um vôo vindo da Africa, e eles estavam furiosos porque também perderam a conexão, e pelo jeito não tinha mais vôos para o destino deles (não entendi direito porque eles só falavam francês). Mas o problema de todos eles era o mesmo, e não era resolvido. Foi uma situação bem chata, e até a polícia foi chamada, e a gente naquela fila simplesmente gigantesca. Mas os policiais foram super respeitosos com todo mundo, e tiveram muita calma.
Eu perguntei para um funcionário que estava passando se não tinha outra fila, outra forma de ser atendida, e ela me disse que seria melhor eu ir passear e voltar em mais ou menos 3 horas… sério? Bom, essa não era uma opção né, afinal, eu não sabia nem quando seria o próximo vôo para Frankfurt, porque os monitores mostravam os vôos apenas para a próxima hora e meia, ou menos (isso eu achei o fim, o aeroporto tinha que encontrar uma forma de informar pelo menos os vôos das próximas 3 horas).
Bom, ficamos tentando formar uma fila, mas era impossível por causa da quantidade de gente, e todo mundo muito cansado depois de uma noite de viagem. Os africanos raivosos, os brasileiros rindo da situação, e nisso acabamos ficando duas horas e meia na fila, até que um atendente ficou com pena da Ellerim (que era a única criança na fila) e passou a gente na frente. Isso já eram 11:00h (deveríamos estar quase chegando em Frankfurt para aproveitar o nosso único dia na cidade). A má notícia é que o único vôo para Frankfurt era apenas às 14:30h. Tudo bem, nem é tão mal assim. Recebemos novos cartões de embarque e16 Euros por pessoa para almoçar.
Aliás, a comida no aeroporto estava ótima, e com o dinheiro deu para comer bem, uns sanduíches lindos, uma salada deliciosa e pastéis de nata (pastéis de Belém). Foi um almoço bem gostoso. O Aeroporto é super legal, com muitas lojas e restaurantes, e uma praça de alimentação um pouco mais afastada que imita uma rua, e tem poltronas confortáveis para descansar. Mas já não sabia mais o que fazer para distrair a Ellerim. Ainda bem que tinha levado bastante coisinhas na mala de mão, e ainda compramos uns bichinhos no free shop.
Ellerim, feliz com seus bichinhos de pelúcia comprados nas lojas do free shop de Lisboa

Chegando perto do horário de embarque formos para frente do portão, mas nada de funcionários ou qualquer informação por ali. Apenas no monitor apareceu que o vôo estava atrasado, mas não dizia quanto tempo. E ali esperamos mais duas horas.

Seguindo para o portão de embarque no Aeroporto de Lisboa
Bichinhos da Ellerim com lugar especial na mala de mão…
Quando embarcamos já passava das quatro horas, e tínhamos um vôo de 3 horas pela frente.
Mas finalmente estávamos quase chegando!

Ellerim no avião a caminho de Frankfurt

E então, quando já tínhamos decolado, eles anunciaram que como estavam viajando com o número mínimo de comissários exigidos para segurança, o vôo não teria serviço de bordo… Sério???

Estávamos sem comer nada desde às 11:30h, já passavam das 16:00h e ficaríamos três horas no vôo sem qualquer comida e bebida? Sim, sério, aconteceu isso mesmo! Nossa, isso foi realmente cansativo. Mas ainda assim não perdemos a esportiva. E eu, como boa mãe prevenida, tinha bastante pediasure para a Ellerim, então pelo menos ela não passou fome.

Dona Ane pisando em solo alemão pela primeira vez! (pena que foi com o pé esquerdo rsrsrsrs)
Ônibus entre o avião e a ala de desembarque em Frankfurt

Chegamos no aeroporto passando das oito horas (por causa da uma hora a mais no fuso em relação à Portugal) e fomos direto buscar as malas, pois dentro da Europa não tem mais alfândega. Pegamos aqueles carrinhos maravilhosos (em outro post vou falar sobre como pegar os carrinhos, e como se recebe de volta os 2 Euros de depósito). 

Aguardando as malas no aeroporto de Frankfurt, com carrinho de malas gratuito (exige depósito de 2 Euros)
Na esteira estavam saindo malas de 3 vôos, por isso não sabíamos quais eram as malas no nosso vôo, e ficamos esperando… por 1 hora!!! Depois de uma hora saiu o número do nosso vôo da esteira. Fala sério, isso não está acontecendo.

A nossa grande sorte é que sempre levamos o carrinho da Ellerim até a porta do avião, e não despachamos.

Os três esperando enquanto eu resolvia “as coisas”
 
Fiquei pensando o que faria uma pessoa sem experiência e que não fala inglês numa hora dessas.
Bom, fui direto nos dois lugares que eles guardam as malas que chegaram em vôos anteriores, e encontrei o booster (cadeirinha) da Ellerim (ufa), mas nada das malas, nenhuma delas.
Fui para o atendimento da Luftansa, e a atendente ficou tentando me convencer que eu não tinha visto a esteira certa, ou não procurei nos locais certos, até que consegui convencer a mulher de que já tinha checado tudo naquela uma hora de espera. Ela então pesquisou no computador, e verificou que realmente as malas estavam ainda em Lisboa, e que só chegariam no dia seguinte. Mas no dia seguinte era nossa viagem de Frankfurt para Munique, e disse que poderíamos esperar até duas da tarde pelas malas. Ela então pediu o endereço do hotel de Munique, e disse que entregariam em Monique no dia seguinte mesmo. Claro que tudo isso levou mais uma hora (e a gente sem comer).

Como já era muito tarde, resolvemos pegar o carro antes de comer. Seguimos para a Sixt, que é a maior locadora de veículos da Alemanha. Muito boa e fácil de achar. Fomos atendidos logo, e eu já tinha feito o Check In, então era só apresentar a CNH, o cartão de crédito e pegar a chave. E assim foi… mas é claro que não podia ser tão fácil né!

O estacionamento das locadoras fica dentro do aeroporto, em vários andares, e é tudo muito bem organizado, separado em centenas para indicar o andar, e dezenas para indicar a entrada para o estacionamento, e tudo com elevador e escadas (gente, desculpa, mas nessa hora eu não conseguia mais tirar fotos, o que foi uma pena, pois seriam bem didáticas).
Quando chegamos no carro (uns 10 minutos de caminhada), era tão pequeno que as malas de mão encheram o porta malas! Eu queria matar o Mauro, porque essa foi a única coisa que eu pedi para ele conferir de toda a organização da viagem. Bom, lá fomos nós fazer todo o caminho de volta até o balcão para trocar de carro. Feita a troca por um Audi um pouco mais caro, voltamos para a garagem. O tamanho era bom, mas quando entramos no carro, o cheiro de cigarro era tão forte que não aguentamos! Sério mesmo, ninguém pode ter taaaanto azar assim.
Bom, voltamos para o balcão (já com vergonha). Nessa hora eu já estava brincando com a Ellerim igual aquele pai no filme “A Vida é Bela”, fazendo de conta que tudo fazia parte da brincadeira.
Estávamos tão cansados que resolvemos arrebentar a boca do balão, e alugamos a BMW (protagonista do maior mico da viagem), e que era maravilhosa. Saiu cerca de US$ 1.600,00 por 18 dias. Gente, sério, já eram onze horas! E daí veio o Mico… bom, com esse estado de ânimo, levamos mais uns 10 minutos para trocar a língua do GPS para Português, e mais uns 10 para o Mauro parar de ficar embasbacado com o carro.
Seguimos então para o Hotel Zeil, bem no centro, e já fomos admirando a cidade, que é linda. E, chegando no hotel, adivinhem! O estacionamento estava lotado!!! Mas pelo menos a gente chegou né, não vamos nos abalar. O Mauro em um estacionamento público perto do hotel (ainda bem que na Alemanha tudo funciona). E não tinha quase nada para carregar mesmo…

Check in feito, deixamos as malas de mão no quarto, já era quase meia noite, e eu perguntei para o dono do Hotel onde a gente podia comer.Isso foi engraçado. Ele me olhou como se eu fosse louca, depois apontou para o relógio e perguntou se eu sabia que horas eram. Eu perguntei se tinha uma farmácia por perto, pelo menos, e ele me olhou como se eu fosse mais louca ainda.

Bom, não convencidos (e mortos de fome) saímos para ter certeza, porque no caminho vimos alguns barzinhos abertos. Mas não é que todos estavam fechando, e já com a cozinha fechada mesmo! Não sei se é lei, mas na Alemanha todos os restaurantes fecham as cozinhas às onze horas, e realmente não adianta implorar! Nossa, fiquei passada. Não sabíamos o que fazer. E a Ellerim, tadinha, acho que estava tão cansada que nem reclamava de nada.

Pub Irlandês em Frankfurt, nosso único refúgio

Paramos então em um Pub Irlandês, e por pura pena o barman arranjou amendoins, Doritos e batata chips! Nossa, nunca comi com tanto gosto. Acompanhando, um chopp (amarrrrrgo).

Foto tirada por Ellerim!
 

Como o resto do pessoal do local estava só na cerveja, o ambiente era bem alegre! Dá para ter uma ideia no vídeo, que eu nem vi o Mauro filmando:


Fomos para o hotel tomar banho e dormir perto das três da madrugada, simplesmente quebrados, e sem nossas malas (e sem pijamas)!

Quarto família do Hotel Zeil no centro de Frankfurt
Nessa hora eu e o Mauro começamos a ficar desconfiados que a Dona Ane era pé frio… e o pior é que essa desconfiança se confirmou durante a viagem!!!!

A Viagem dos Sonhos!

Esta foi uma viagem preparada com muito carinho e com um objetivo especial. Realizar o sonho da vida da Dona Ane, mãe do Mauro, que este ano completa 70 anos (embora não aparente!). 
Dona Ane é descendente de alemães, fala alemão desde criança, e seu único grande sonho ainda não realizado na vida era conhecer a terra dos seus antepassados. 
Seu Armando, meu sogro, foi o primeiro Joinvillense a se tornar comandante da Varig na década de sessenta, e viveu um sonho dourado com sua jovem esposa. Um homem muito inteligente e interessante, ele até escreveu um livro com pequenos contos da época áurea da aviação, muito bom (quem sabe um dia publico o livro aqui se ele autorizar). Mas depois de alguns anos precisou se aposentar por um problema de saúde quando ainda pilotava os antigos DC3. Depois disso perdeu o gosto por voar e por viajar. Já dona Ane viaja todos os anos pelo Brasil com sua turma da melhor idade do bolão. Mas nunca uma viagem assim, tão audaciosa. 
Então, resolvemos nós realizar este sonho! 
Compramos as quatro passagens com milhas pela TAP. 
O que achei mais interessante sobre o programa de milhas Victoria da TAP é que crianças pagam apenas 50% das milhas, enquanto nos outros planos o valor da passagem infantil comprada com milhas é o mesmo da passagem de adulto. As passagens saíram por 80.000 pontos para os adultos e 40.000 pontos para Ellerim, ida e volta por São Paulo-Frankfurt, com conexão em Lisboa. 
Passagens compradas, restou a tarefa (árdua) de decidir que tipo de viagem fazer (apenas Alemanha ou outros países, viagens de trêm, ônibus, avião ou carro, viagem para conhecer ou para curtir, ou ambos etc). 
Quando planejamos uma viagem para a Europa, é um martírio escolher os lugares a visitar, pois são tantas opções que ficamos quase loucos, querendo passar um dia em cada cidade! 
Primeiro fiz um roteiro enorme, incluindo até Londres, viagens intercalando carro, trem e avião. 

Depois de conversar muito com o Mauro, coloquei os pés no chão, e lembrei que estaríamos viajando com uma criança de cinco e uma mulher de 70 anos. E para a viagem ser bem sucedida temos que aceitar as limitações, sem ilusão!
Resolvemos então que o mais importante era ficar com um bom carro do início ao fim da viagem, pois arrumar as malas e carrega-las por estações nestas circunstâncias seria muito estressante (e esta foi a melhor decisão que tomamos). Outra decisão foi não mudar tanto de hotéis. 
Dona Ane não quis participar das escolhas, disse que desde que incluísse a Alemanha ela confiava à gente o restante do roteiro. Eu sei que a Alemanha tem muito para ver em 20 dias. Mas como esta provavelmente seria a única viagem da dona Ane e a primeira da Ellerim para a Europa, eu queria incluir alguns destinos marcantes. Até porque a Ellerim é fascinada por Paris desde os 3 anos de idade, sempre pedindo para conhecer a Torre Eiffel. 
Depois de muitas e muitas simulações resolvemos fazer um tour, começando e terminando em Frankfurt, passando pela Áustria, Suíça, Norte da Itália e França, além de um dia adicional em Lisboa por causa da conexão. 
Então, assim ficou o roteiro:
Dia

Itinerário

1

São Paulo – Lisboa

2

Lisboa – Frankfurt

Hotel Zeil End: Zeil 12, Zentrum-Altstadt, Frankfurt am Main, 60313 Tel:49(0)69 133 077 910 

3

Frankfurt – Munique (5:30 horas) – ou Rota Romântica.

Munique – ECONTEL HOTEL

Bodenseestraße 227, Aubing – Lochhausen – Langwied – 81243

Telefone: +49 (0) 89 87 18 91 00

4

Munique

5

Munique – Legoland (1:30h) – Stuttgart (1:30h)

6

Munique – Neuschwanstein (2:00h)

7

Munique

8

Munique – Innsbruck (4:00h)

Innsbruck – Lago di Garda (3 horas)

Dorme no Lago di Garda em Sirmione

Hotel Marolda – Via Colombare 6, Sirmione

9

Lago di Garda  – Verona (30 minutos)

10

Lago di Garda – Veneza (2h)

11

Lago di Garda – Sirmione

12

Lago di Garda – Nantua (6 horas) passando por Genebra

Hotel: Hôtel-Restaurant de l’Embarcadère Endereço: 13 Avenue du Lac, BP 22 Nantua, 01130 França Telefone: +33474752288 E-mail: contact@hotelembarcadere.com

13

Nantua – Paris (5:00h)

Quality Hotel Rueil Centre – Endereço: 1, Place Richelieu Rueil-Malmaison, 92500 Telefone 33 (0)1.47.08.20.20

E-mail  quality-hotel.cardinal@wanadoo.fr

14

Paris – Versailles (Mauro e Ane) Disneyland (Karen e Ellerim)

15

Paris

16

Paris 

17

Paris

18

Paris – Disneyland

19

Paris – Frankfurt (6h)

Hotel: Comfort Hotel Frankfurt Airport End: Am Zollstock 10, Mörfelden-Walldorf, 64546 – Res:287.053.623 PIN 7070

20

Frankfurt – Lisboa

Holiday Inn Lisboa – Avenida António José de Almeida, 28 A

21

Lisboa – São Paulo

Alemanha – Áustria – Itália – Suíça – França

Percebemos que ficou um roteiro bem cansativo para fazer com crianças e pessoas de idade. Mesmo assim resolvemos que valeria a pena para que elas pudessem conhecer Veneza e Paris. E assim ficou decidido, e foi o roteiro que efetivamente completamos. 
O resultado, pontos positivos e negativos, o que funcionou e o que não funcionou vocês verão nos próximos posts com o diário da nossa aventura! 
E vocês poderão acompanhar a realização de um sonho!!! Aguardem!!!

O Mico do meu Alemão (o Mauro) com a Alemã dele (a BMW) e a Alemã (a alemã mesmo)!

Certa vez eu li que nenhum viajante é um viajante de verdade se não tiver passado por um grande mico em uma viagem.
Bom, acho que isso faz de mim uma verdadeira viajante experiente… e agora foi a vez do Mauro!
O grande agrado para o Mauro nesta viagem foi alugar uma BMW 500 e alguma coisa (uma nave). Assim foi o primeiro contato com o carro (os fatos são verídicos, e aconteceram quando o Mauro entrou no carro pela primeira vez):
Mauro: uau, que carrão, uau que legal, o carro tem até porta óculos (Mauro abre o botão preto e aperta o botão vermelho no teto do carro) como é que se pendura os óculos aqui? 
Um segundo depois, no alto falante do carro uma mulher começa a gritar com a delicadeza típica alemã : 
Mulher: wainschsteintreaintenzengunstebachten sei lá o que wainteinteains
Karen (desesperada): meu deus, o que ta acontecendo, o que voce fez?
Mulher: einsgsheibteinsbtroitenroitentaisten
Mauro: sei lá, sei lá, só apertei o botão!
Karen (mais desesperada ainda): que botão?
Mulher: einsgsheibteinsbtroitenroitentaisten aim drai
Karen: esse vermelho escrito SOS?
Mulher (em inglês): alguém fala inglês?
Karen (em inglês): sim
Mulher: vocês estão feridos, algum morto?
Karen (pensando, aí meu deus… de quanto vai ser essa multa):... Sorry Sorry, nobody is hurt, foi um engano, sabe, empolgação do meu marido…
Até que para os padrões alemães a mulher foi bem educada depois disso… 
E gente, BMW tem muitos recursos legais, mas porta óculos no teto não é um deles!

Preciso de Férias dessas Férias!

Você já teve a sensação de que fez tanta coisa nas férias que está precisando de férias das férias?
Pois assim foram as minhas!!! Ei, não estou reclamando não, estou louca de feliz!!!
Pois também parece que quanto mais cansamos o corpo, mais descansamos a mente! 
Neste mês apenas no Brasil passei 12 vezes por aeroportos (mais algumas vezes no exterior) e ainda fizemos 3.000 km de carro (tá bom, tá bom, reconheço que  foi numa BMW nas estradas da Europa…)
E como resultado tenho muitas e muitas histórias para contar!!! Então, amigos, aguardem os novos posts!!!
Neste final de semana vou começar o diário da nossa aventura pela a Europa
com uma criança de 5 (Ellerim) e uma mulher de 70 anos (minha sogra).
Para começar, vou publicar o maior Mico da viagem!
O drama do porta óculos…

Novas Dicas para Viajar com Crianças!

Mantenha seu filho alimentado, descansado 
e com as necessidades básicas atendidas.
Estas são novas dicas, que aprendemos na nossa última viagem, e que servem principalmente para quem viaja com crianças para destinos como Europa e América Latina ou viagens de carro (porque na Disney não passamos por estes problemas). 


Para evitar stress é preciso estar sempre prevenido com comida, roupas extras e necessidades básicas supridas.


– Alimente seu filho antes de iniciar qualquer passeio, como por exemplo entrar em um museu. Acredite, nada deixa um pai mais desesperado do que ver seu filho passando fome. Este ano estávamos em cima da hora para chegar no Musée d’Orsay, então resolvemos deixar para comer dentro do museu. Mas o restaurante ficava no último andar, pensamos em ver algumas obras antes de subir. Mas é claro que sempre leva mais tempo do que prevemos, e quando vimos já eram cinco e meia. Fomos correndo para o restaurante e, adivinhem! A cozinha estava fechada, e a Ellerim começou a chorar de fome. Não tem explicação o desespero. Bom, o garçom ficou com pena e conseguiu dois pães com manteiga que salvaram nossa vida. Então, nunca deixe a alimentação para depois, ou traga consigo as comidas que seu filho mais gosta!


– Leve seu filho para fazer xixi. Principalmente na Europa, nunca deixe o banheiro para última hora. Criança só pede para ir ao banheiro quando está desesperada, então cabe aos pais forçar a criança antes dessa hora chegar (eu sempre digo que enquanto ela não “tentar” fazer xixi nós não vamos sair, e falo que se não conseguir tudo bem, mas tem que pelo menos tentar. Sempre dá certo. Isto é muito importante. Chegamos a pegar fila de meia hora no banheiro no Louvre


– Prepare-se com roupas e casacos. Independentemente da idade da criança, leve sempre uma mudinha extra. Nunca sabemos quando vamos precisar.


– Prepare-se para as viagens de carro. Viajando de carro para os Estados Unidos com crianças menores de 4 anos, leve uma fralda Potty Training (aquela que é como uma calcinha). Nos Estados Unidos você não pode parar na estrada, e muitas vezes a parada mais próxima está além das necessidades da criança. Não arrisque.


– Evite desastres. Viajando de carro por qualquer lugar, tenha sempre dois saquinhos de plástico à mão para o caso de a criança precisar vomitar, e explique várias vezes para a criança que ela deve avisar quando for vomitar. Na nossa última viagem para a Disney a Ellerim teve dois dias de vômito e diarreia. A fralda Potty Training salvou nossa vida (eu disse para ela que era uma calcinha especial para crianças doentinhas), e os saquinhos também. Ela não sujou nada em dois dias!

Um pouquinho de preparação poupa muita preocupação!!!

cafe


Doces na França!

Amigos, para iniciar os posts da nossa última viagem eu resolvi mostrar as fotinhos de alguns dos doces que comemos na França.
Esta é a parte que mais está fazendo falta e dando saudades (embora os quilinhos a mais continuem aqui comigo)…
O que mais me intriga nos doces franceses não é a aparência, e sim a capacidade que eles tem de fazer doces mais gostosos do que aparentam. Parece mentira, mas os doces são sempre mais gostosos do que parecem! Jurooooo! 
No Brasil também fazemos doces lindos. Mas o sabor dos doces franceses é incomparável.
Até o mais simples macarron do Mc Café é perfeito! Então, vou começar com este:

 Os doces com frutas e suspiros, meus favoritos (competindo com o mil folhas)

 Folhado com frutas:
 Esses doces com amêndoas são muuuuito bons…
  Geladinho de frutas
 Sobremesas do chef

 Amoras e suspiro ummmmmmmm
 Ahhhh esses franceses… 
  isso deveria ser proibido!
 De acordo com a notinha, isso é um “Tarte Framboises”. Vale à pena experimentar:

 Ah… ele… o mil folhas, não posso nem lembrar…
 Mil Folhas em Paris:
 A Bomba, um dos preferidos do Mauro, chamada de Eclair:
 E mais tortinhas
  Doces Franceses…

  Doces Franceses…
 Doces Franceses… 

  Doces Franceses…
    Doces Franceses…

  Doces Franceses…

  Doces Franceses…
Amigos, não pensem que as fotos foram tiradas em confeitarias famosas. Na França, a cada esquina você encontra uma Boulangerie Pâtisserie com estas maravilhas. Elas estão em todos os cantos, e são sempre encantadoras. Não deixe de provar estas maravilhas!
E para quem não tem viagem prevista para Paris, pode ter um gostinho visitando a Boulangerie Patisserie do Epcot na Disney (veja o final deste post)!

Estamos Voltando!!!

Queridos Amigos!
A Ellerim viajou muito, e esta semana voltaremos com muitas novidades!
Aguardem!!!

Check List de Mala de Roupas para Viagem!

Aproveitem estes Check Lists para programar sua viagem de avião, e não deixar nada para trás!

Read More »

Como Montar os Livrinhos de Colorir e atividades

Como Imprimir e Montar os Livrinhos:
Imprir as folhas do livrinho sempre em frente e verso. 
 
A primeira folha é a capa (note que a capa é o desenho do lado direito, e não do esquerdo).
A capa pode ser impressa em folha mais dura, gramatura 120 ou  180,
e fica bem legal se a folha da capa for colorida.

Quando as folhas forem em número ímpar,

NÃO imprimir a primeira página em frente e verso (a capa),

imprimindo em frente e verso apenas as demais.

A grande maioria dos livrinhos são em número ímpar.

Para ficar ainda mais barato, dá para imprimir o primeiro livrinho, e fazer fotocópia dos demais.

Não esqueça de imprmir no formato “paisagem”.

Depois, é só juntar as folhas, com a capa por fora, e as folhas brancas por dentro dobrar ao meio.

Depois, grampear duas vezes bem na dobra do meio.

Pode ser um pouco difícil grampear com grampeador pequeno.

Eu tenho esse grampeador especial, mais longo.

Keys to the Kingdom

All-Star Music

Check List de Documentos e Bagagem de Mão para Viagem!

 Aproveitem estes Check Lists para programar sua viagem de avião, e não deixar nada para trás!

Imprimir em papel normal tamanho A4 (orientação retrato – normal)
Para ver as imagens em boa resolução e copiar, clicar com o lado direto do mouse e “abrir em nova guia” ou clicar em cima da imagem! Depois, clicar com o lado direito do mouse e clicar em “salvar imagem como” ou “save image as” (assita o vídeo de como salvar clicando aqui!).
Se você viajar em família, use sempre bolsa de mão com rodinhas, e leve o carrinho da criança até a porta do avião!

Check List para Nécessaires de Viagens!

 Aproveitem estes Check Lists para programar sua viagem, e não deixar nada para trás!

Read More »

Copinhos de Lembrança de Viagens!

 Que jogue a primeira pedra quem não adora fazer uma coleção!!!
Gente, quem nunca tentou precisa começar logo! É muuuito divertido sair feito louco atrás do “objeto de desejo” por todos os cantos. O grande problema é ter onde guardar tudo depois (uma vez começamos uma coleção de máscaras… estamos até hoje tentando pendurar tudo nas paredes).
Mas as melhores coleções são mesmo as de lembrancinhas de viagens.
Eu já falei para vocês das moedinhas prensadas, que além de divertidas e baratas são fáceis de guardar.
Agora vou mostrar nossa coleção de copinhos de viagens! 
 Eu amo essa coleção. Pena que já não temos mais quase lugar para guardar, então agora só compramos de lugares inéditos, e também sempre ganhamos alguns de presente dos amigos, que sabem da nossa paixão!
 Cada parada, um copinho! Não tem lugar que não tenha, mesmo no Brasil, sempre tem um copinho de lembrancinha, até em restaurantes. São sempre bonitinhos, e usamos para servir licor!
 Temos de todos os tipos (só pequenos)
 E agora começamos também uma nova tradição! Taças de cristal da Disney!
São ou não são de se apaixonar?
Agora em cada viagem compramos um par de taças de cristal (na Alemanha do Epcot, ou na loja de cristais da Main Street) com nosso nome gravado no atrás. Preferimos as que tem o pé do Mickey e da Minnie!
 É um grande prazer usar estas taças, e relembrar as viagens. Uma delícia!
 Se você está se perguntando como trazer estas taças, você tem razão de se preocupar. 
Quando o Mauro falou em trazer a primeira vez achei que ele estava louco, ficar carregando cristal 
na mão com criança, só para se incomodar mesmo. Mas elas vem bem embaladas em uma caixa. 
Então, na terceira vez resolvemos arriscar, e despachar na mala. Isso mesmo, você ouviu (ou leu) bem!!! 
Pegamos aqueles potes de pipoca que vendem no parque, com tampa, e colocamos uma taça em cada pote, com meias ao redor (antes que vocês perguntem, eu lavo todas as roupas no último dia tá, 
então são meias limpas).
Acreditem! Deu certo, nem uma lasquinha! 
Eu não acreditei quando abri a mala e desembalei 
(eu já estava esperando ter que jogar fora as meias cheias de cacos), 
mas deu certo mesmo, 3 vezes já fizemos isso, e até agora tivemos sorte.
E vocês, quais são suas coleções de viagem?

Qual Parque Qual Dia?

Se você não está com disposição para enfrentar uma guerra nas filas dos parques, faça um bom planejamento de qual parque visitar em cada dia da semana!
Não há uma regra absoluta, e tudo muda quando tem feriados e eventos especiais.
Vou fazer uma relação que quase sempre dá certo, dos melhores e piores dias para cada parque,
e os parques não mencionados tem lotação média naquele dia.
Vamos lá!
Islands of Adventure (Harry Potter)Epcot  
Magic KingdomAnimal Kingdom – Hollywood Studios
 
Magic Kingdom – Hollywood Studios
Epcot – Island Adventure (Harry Potter) – Animal Kingdom – Universal (Beco Diagonal)
 
 Magic Kingdom  – Hollywood Studios – 
Island Adventure (Harry Potter)
Epcot – Animal Kingdom
 Epcot – Animal Kingdom 
Magic Kingdom  – Hollywood Studios  Universal (Beco Diagonal)
Magic Kingdom  –  Island Adventure (Harry Potter)
Epcot 
 Animal Kingdom – Hollywood Studios 
Island Adventure (Harry Potter)   Epcot – Universal (Beco Diagonal)
Island Adventure (Harry Potter)  Animal Kingdom
Magic Kingdom  –  Hollywood Studios  Universal (Beco Diagonal)
Os parques não mencionados tem lotação média nestes dias!
Para um calendário dia a dia que considera os feriados e eventos especiais, CLIQUE AQUI (mais geral), AQUI SÓ PARA WDW, AQUI PARA TODOS OS PARQUES muito bom, e AQUI PARA DISNEYLAND.

Faça em casa seus adesivos Família na Disney!

Disney Stick Figure Family Creator
Este sim é um aplicativo legal!!!!
Faça o adesivo da sua família na Disney!

Balões Metalizados!

Mesmo depois de 15 viagens para a Disney a gente continua descobrindo coisas novas!
Eu sempre comprei produtos para festas pela internet para entregar no hotel, bem como nos meus preferidos Wal Mart e Target. Mas na última viagem fomos pela primeira vez na Party City, uma loja especializada em festas.
Não vou dizer que é a oitiva maravilha do mundo, porque os preços não são tão baratos (comprei muitos produtos mais baratos no Wal Mart), e os temas são limitados comparando com o que encontramos na internet. Mas tem seus encantos!
Uma das coisas mais legais são os balões metalizados, que além de super baratos, podem ser enchidos na hora com gás hélio, por US$2! Você encontra balões a partir de US$1, e são maravilhosos!

Read More »

Nossa família e a Disney

Eu e meu pai, Samuel, no Epcot em 1984

Quando a gente entra no Magic Kingdom no início do dia eles dizem:
WELCOME TO THE HAPPIEST PLACE ON EARTH! 
Eu realmente acredito nisso, pra mim a Disney é o lugar mais feliz do mundo! É uma paixão familiar.
Meus pais foram pra Disneylândia ainda jovens, quando meu pai ganhou dois cursos na Universidade da Califórnia. Foi paixão imediata, e meu pai disse que um dia levaria a gente.
Quando fiz 11 anos, em fevereiro/84, meu pai fez camisetas personalizadas com nossos nomes, e lá fomos nós pra Disney, eu, meu pai, minha mãe e minha irmã, que tinha 15 anos. Foi a viagem mais incrível do mundo!
A partir daí a Disney virou a grande paixão da minha vida, e de toda a nossa família. Tanto que, quando meu pai tinha 45 anos e estava em estado terminal de câncer, resolvemos levá-lo para Disney, para passar seus últimos dias no lugar que mais amava, ao invés de ficar num hospital… foi muito triste… vê-lo naquelas cadeiras de rodas em frente à árvore de natal do MK. Acabamos jogando fora as fotos dessa viagem.
Mas pelo menos ele visitou a Disney uma última vez, e me jurou que eu ainda voltaria muitas vezes. Ele faleceu poucos dias depois do retorno.
Um dia antes de falecer ele chamou eu e minha irmã para conversar, e nos disse que a única coisa que estava levando com ele eram as nossas viagens.

Como prometido, depois dessa viagem, nós três fizemos muitas outras. E os filhos vieram (primeiro o Fábio em 1993, depois a Mirele em 1996, filhos da Séfora, e por último a Ellerim, em 2007), e também são todos apaixonados pela Disney!

Sempre que me perguntam se eu não enjôo, eu percebo mais ainda que não vou enjoar nunca.
Em cada viagem fazemos programas diferentes, conhecemos lugares novos, e sempre nos divertimos muito.
Vai ser sempre um lugar de muita emoção para nossa família.
Última viagem com o pai antes do diagnóstico – eu que tirei esta foto
(2 meses depois desta viagem recebemos a notícia, ele estava com 44 anos, em outubro de 1991) 
Ele não chegou a conhecer nenhum dos netos 
(minha irmã estava grávida de 5 meses do Fábio quando ele faleceu em janeiro de 1993)
Mas todos os netos conhecem bem a sua história, e o seu amor por nós,
e esta é uma foto muito especial, que eu sempre mostro para Ellerim e os primos.

Séfora com 15 anos e nosso pai, primeira viagem em 1984 

Experiência fantástica alimentando as arraias pela primeira vez, em 1984, no meu aniversário de 11 anos

Séfora, eu com 14 anos e o amigo Oni Júnior, em 1987, nesta época os personagens passeavam pelo parque!

Também em 1987, aniversário de 15 anos do WDW! Neste ano o castelo estava coberto como um bolo de aniversário!

Pai e Mãe no Epcot, em 1990, um ano antes da doença

Eu, meu sobrinho Fábio em sua 2ª viagem, minha sobrinha Mirele (nossa afilhada que deu o nome da Ellerim, que é Mirele ao contrário) em sua 1ª viagem, minha irmã Séfora e nossa mãe Mari! Esta foi nossa 3ª viagem sem nosso pai, em 1997.

Num momento difícil da vida, o Fábio, então com 8 anos, foi meu grande companheiro, 20 dias só nós dois pelos EUA, em 2002, um mês antes de começar a namorar com o Mauro

Hard Rock Café, mais uma paixão familiar!

Fábio, primeiro neto (hoje trancou o 3º ano ano de engenharia no IME para estudar na inovadora École 42 em Paris), apaixonado pela Disney desde sempre!

Slingshot em Kissimmee, maior loucura que já fizemos! Recomendo para quem é muito, mas muito radical!

Ellerim em sua 1ª Viagem, com 1 ano, ainda aprendendo a andar, em 2008!

Meu pai Samuel, que junto com minha mãe Mari nos ensinou a paixão por viagens e pela vida!

Nosso maior Magical Moment na Disney:
Nosso grande prêmio! Foto da Ellerim na propaganda da Disney em 2011, 2012, 2013 e 2014!
Clique aqui para ler a história!
E de surpresa ainda ganhamos 15 litografias de edição limitada
como presente para ceder a foto para a campanha.

Nossa família e a Disney

Eu e meu pai, Samuel, no Epcot em 1984
Quando a gente entra no Magic Kingdom no início do dia eles dizem:
WELCOME TO THE HAPPIEST PLACE ON EARTH! 
Eu realmente acredito nisso, pra mim a Disney é o lugar mais feliz do mundo! É uma paixão familiar.
Meus pais foram pra Disneylândia ainda jovens, quando meu pai ganhou dois cursos na Universidade da Califórnia. Foi paixão imediata, e meu pai disse que um dia levaria a gente.
Quando fiz 11 anos, em fevereiro/84, meu pai fez camisetas personalizadas com nossos nomes, e lá fomos nós pra Disney, eu, meu pai, minha mãe e minha irmã, que tinha 15 anos. Foi a viagem mais incrível do mundo!
A partir daí a Disney virou a grande paixão da minha vida, e de toda a nossa família. Tanto que, quando meu pai tinha 45 anos e estava em estado terminal de câncer, resolvemos levá-lo para Disney, para passar seus últimos dias no lugar que mais amava, ao invés de ficar num hospital… foi muito triste… vê-lo naquelas cadeiras de rodas em frente à árvore de natal do MK. Acabamos jogando fora as fotos dessa viagem.
Mas pelo menos ele visitou a Disney uma última vez, e me jurou que eu ainda voltaria muitas vezes. Disse também que a única coisa que estava levando com ele eram as nossas viagens.
Ele faleceu alguns dias depois do retorno.
E depois dessa viagem, nós três fizemos muitas outras. E os filhos vieram, e também são todos apaixonados pela Disney!
Sempre que me perguntam se eu não enjôo, eu percebo mais ainda que não vou enjoar nunca.
Em cada viagem fazemos programas diferentes, conhecemos lugares novos, e sempre nos divertimos muito.
Vai ser sempre um lugar de muita emoção pra nós.
Última viagem antes do diagnóstico – eu que tirei esta foto
(2 meses depois desta viagem recebemos a notícia, ele estava com 44 anos, em 1991)
Ele não chegou a conhecer os netos (minha irmã estava grávida de 5 meses quando ele faleceu)
Mas todos os netos conhecem bem a sua história, e o seu amor por nós,
e esta é uma foto muito especial, que eu sempre mostro para Ellerim e os primos.
Eu, meu sobrinho Fábio em sua 2ª viagem, minha sobrinha Mirele
(nossa afilhada que deu o nome da Ellerim, que é Mirele ao contrário) em sua 1ª viagem,
minha irmã Séfora e nossa mãe Mari! Esta foi nossa 3ª viagem sem nosso pai, em 1997.
Ellerim em sua 1ª Viagem, com 1 ano, ainda aprendendo a andar, em 2008!
Meu pai Samuel, que junto com minha mãe Mari nos ensinou a paixão por viagens e pela vida!
Nosso grande prêmio! Foto da Ellerim na propaganda da Disney em 2011 e 2012!

Moedinhas Prensadas – Pressed Coins!

Uma das grandes diversões da Ellerim (e do Mauro, diga-se de passagem) nas nossas viagens é fazer estas moedinhas prensadas”!
É realmente muito divertido e deixa qualquer colecionador louco (aquela ansiedade de procurar uma moedinha nova e inédita)!

É um souvenir barato (pelo menos individualmente), pois custa apenas US$ 0,51, ou seja, os US$ 0,50 com 2 moedas de quarters mais a moedinha de 1 cent, que é exatamente a sua lembrancinha.
Você coloca as modedas nas maquininhas, que estão espalhadas por todos os parques e atrações, escolhe uma das opções de imagem, e faz a moedinha.
Existem 2 tipos de máquina, uma automática (só apertar um botão) e outra com manivela. Eu acho a de manvela muito mais legal!
Depois, é só colocar no álbum e colecionar. Todos os parques vendem estes álbuns, e tem um mais lindo do que o outro. Nós já temos vários.
Este é da Sininho, um gracinha para meninas:
Este da Sea World também temos, mas é um pouco menor do que os da Disney
Este é da Disneyland
Este foi o último que compramos, do Miquei Aprendiz de Feiticeiro! Lindo
Além disso, estas máquinas são encontradas em vários locais do mundo, então é uma diversão que continua em todas as viagens. 
Não esqueça que a moedinha prensada que você recebe é a mesma moedinha de 1 cent que você colocou na máquina, então, é importante que ela esteja bem brilhante para a moeda ficar bem bonita.
O Mauro me deixa quase louca para eu ficar trocando as moedinhas feias por pennys brilhantes! rsrsrsrsr
Pelos parques há ainda poucas máquinas de moedas de US$ 0,25 (ou quarters). Estas moedas são maiores e mais caras (US$1,25). A maioria dos albuns tem um espaço para algumas destas moedas maiores e prateadas;

 E tem mais! Adorei estas ideias de usar estas moedinhas para fazer bijuterias, como colares e brincos!

Vejam que gracinha:
Prepare-se para começar sua coleção!!!!

Bottons da Disney Gratuitos! Que ótima lembrancinha!!!

Queridos Amigos!
Vocês sabiam que em todos os parques da Disney vocês podem pedir bottons para celebrar e usar durante sua viagem? E o melhor, são de graça!!!
São vários motivos para celebrar! Primeira visita, aniversário, noivado, casamento, aniversário de casamento, reunião familiar, formatura, ou simplesmente para celebrar!
Para não precisar trocar o botton todos os dias com a roupa, nós usamos os nossos nas mochilas e bolsas de documentos (até hoje usamos em bolsas de viagem).
Nesta foto estamos usando dois bottons, o vermelho de aniversário de casamento (anniversary significa aniversário de casamento, e não aniversário de nascimento, que é birthday) e o laranja de reunião familiar!
 Além de serem super divertidos, legais de usar e de trazer para a casa como lembrancinha, 
ainda ganhamos muitos e muitos cumprimentos dos guest members!
Principalmente crianças que estão comemorando aniversário!
Eu acho muito divertido, e faz parte da magia da Disney.
Você pode pedir seus bottons no Check in dos Hotéis da Disney,
ou em qualquer Guest Services dos Parques Disney!
Eles ficam expostos em barraquinhas, como esta abaixo. No Magic Kingdom a barraquinho fica
bem na entrada do parque, no lado esquerdo de quem entra, na frente da Prefeitura (City Hall).
Botton de 1ª Visita:
Botton de Aniversário:
Botton de 1ª Visita
Botton de Reunião Familiar
Apenas Celebrando!
Botton Felizes para Sempre
Noivado (este tem que pedir na reserva do hotel)
bottom1
Recém Casados (mais um que precisa ser pedido)
botton2
Aproveite!!! Escolha sua celebração e pegue logo o seu!!!

Bon Jovi Encontra Mickey Mouse!


Uma imagem para alegrar nosso domingo! Vocês conseguem imaginar um encontro mais legal para participar???


Este encontro entre Bon Jovi e Mickey Mouse aconteceu no dia 24/03/2006, no Magic Kingdom.


Bem que eu gostaria de ter estado ali com esses dois!!!

Top