Home / Electrical Parade

Electrical Parade

Dia 21/11/2010 (Domingo) – Magic Kigndom Horas Mágicas

Gente, não acredito… mas realmente chegou nosso último dia de Disney. Já passava da metade da tarde quando nos preparamos para pegar o ônibus para o nosso último dia de Magic Kingdom e de Disney, com um misto de emoções. Tudo parece diferente nesse dia, pois não temos mais a euforia da chegada e da descoberta. Todos nós falamos menos, ficamos só contemplando esse mundo maravilhoso que o Walt criou para nós.  Ficamos passeando pelo parque completamente lotado, a Ellerim feliz da vida brincando com o balão que voltou para ela. Fomos então para o Buzz Lightyear´s Space Ranger Spin, que a Ellerim queria voltar. Esse brinquedo é sempre divertido. 

Eu queria ir uma vez pelo menos no Tomorrowland Transit Authority PeopleMover, e como o Mauro e a Ellerim também gostam desse “passeio” acabamos indo quatro vezes seguidas! A Ellerim gostava inclusive da parte de subir e descer a esteira rolante, e estava convencida de que o brinquedo era uma montanha russa (o bom é que ela também se convenceu de que gosta de montanha russa depois desse brinquedo!). Jantamos no Cosmic Ray’s Starlight Café, ali embaixo do brinquedo. Mas eu acho que ele é um pouco triste para de noite, ainda mais em clima de despedida… é um restaurante melhor para o almoço. 

Dali, fomos procurar um lugar para assistir A Parada Elétrica. Era dia de Horas Mágicas e de Main Street Electrical Parade, que veio por um tempo substituir a SpectroMagic. Mas é bom lembrar que a SpectroMagic veio para o Magic Kingdom substituir exatamente a  Main Street Electrical Parade. Bom, eu assisti essa parada a primeira vez aos onze anos, e a última aos dezoito, então, já fazia quase 20 anos que não assistia. A Main Street estava intransitável, uma loucura. Eu já estava quase desistindo de assistir quando formos para a Frontierland. A parada já tinha começado na Main Street, e a Frontierland também já estava lotada. Mas vieram uns cast members e fecharam um caminho com uma corda, e o lugar onde antes era o caminho e estava vazio virou lugar para assistir a parada, e isso bem quando a gente iria passar por ali. Já aproveitamos e sentamos no chão, bem na pontinha da corda, e foi uma sorte. A parada é muito bonita, exatamente como eu imaginava. Mas gente, sou obrigada a dizer… aquela musiquinha dindoindoiiinhoinindindindindoinnhoinnhoinnhoin me deixa louca depois de cinco minutos! Rsrsrsrsrs ô musiquinha chatinha. Mas foi legal, porque o Mauro e a Ellerim nunca tinham assistido. Agora posso ficar mais 20 anos sem ver de novo rsrsrsrsrs. Eu só não lembrava da águia no final, que é realmente linda. 

Depois da parada, já estava quase na hora do Wishes, e uma boa parte da Fantasyland estava fechada pra isso. Resolvemos assistir o show de um lugar diferente, e ficamos bem entre a Branca de Neve e o Pooh, no caminho que vai para o Carrossel. Fazia tempo que não assistia o Wishes de outro lugar. O show todo é feito para ser assistido de frente para o castelo. Mas eu achei uma experiência bem legal assistir desse lugar. Dá para ver bem os fogos, mas de uma perspectiva diferente. Acho que é uma boa opção para quem já assistiu o show de frente para o castelo na mesma viagem. Nessa hora o parque começou a esvaziar, mas nós tínhamos horas mágicas. Ficamos na Fantasyland para ir no It’s A Small World, que é um dos brinquedos favoritos da Ellerim, e ela queria muito voltar, e fizemos mais alguns brinquedos por ali. Mas já estava muito tarde, pois as horas mágicas nesse dia começaram às onze da noite. 

Então, era hora de se despedir. Fomos passeando para a saída do parque, aproveitando para dar uma última olhada em tudo. Tiramos fotos na frente dos castelo, com a nossa máquina e com o Photopass. Por último, nos despedimos do parque e desse mundo de sonhos, desejando poder voltar muitas e muitas vezes. 

Top