Home / Universal

Universal

Hollywood Drive-In Golf em Universal CityWalk!

Diversão garantida para adultos e crianças!

Diversão garantida para adultos e crianças!

Um dos nossos programas favoritos em dias de compras são os Mini Golfe. E um dos nossos preferidos é o Hollywood Drive-In Golf em Universal CityWalk.

Read More »

Cabana Bay Beach Resort – Universal Orlando!

“Ellerim Viajante – Cabana Bay Universal”

Novo hotel da Universal Orlando - Cabana Bay Beach Resort

Novo hotel da Universal Orlando – Cabana Bay Beach Resort

Eu sempre tive o sonho de ficar hospedada em um hotel da Universal. Mas o preço era muito salgado. Então, em 2014, foi lançado o primeiro hotel econômico-moderado do complexo, e eu fui conferir!

E achei o hotel demais!!! Amei. Fui com a Ellerim e minha sobrinha Manu, numa viagem focada em Harry Potter.

O peço é super acessível. Você pode reservar diretamente no booking clicando aqui!

Read More »

Beco Diagonal no The Wizarding World of Harry Potter – Universal Studios!

capa

Ellerim e Mannu no Beco Diagonal

Para felicidade de todos os fãs de Harry Potter (como nós aqui em casa), o Beco Diagonal (na Universal Studios), segundo parque do Harry Potter, consegue ser ainda mais fenomenal que Hogsmead (que fica no parque vizinho, Island of Adventures).

Read More »

Livrinho de Atividades e de Colorir do Parque Universal Studios!!!

Novo Livrinho de Atividades e de Colorir do parque Universal Studios, para as crianças se divertirem no avião, e já irem se familiarizando com os parques e entrando no clima da viagem!!!
Agora os livrinhos para colorir e de atividades são todos com páginas avulsas em JPG. Assim, você pode copiar e imprimir cada página, e preencher a idade e o nome à mão, ou mesmo preencher em qualquer programa de edição de imagens ou no word. Dá até para personalizar!
LEIA COM ATENÇÃO:
As imagens estão em escala para impressão em papel A4, no modo paisagem.
Para ver as imagens em boa resolução e copiar, clicar com o lado direto do mouse e “abrir em nova guia” ou clicar em cima da imagem! Depois, clicar com o lado direito do mouse e clicar em “salvar imagem como” ou “save image as”. (assita o vídeo de como salvar clicando aqui!)
Este livrinho tem uma capa, (imprimir em folha gramatura 180 ou 120 gramas deixando o verso em branco), e mais 10 páginas, para imprimir em 5 folhas normais, em frente e verso.
Mais informações sobre como imprimir e montar os livrinhos, ver a página de “Livros Colorir” na barra de menu do cabeçalho do blog, ou Clique Aqui!
Página 1 do Livrinhos de Atividades e Colorir Universal Studios

Dia 09/11 – Terça-Feira – City Walk, McDonalds e, claro, mais compras…

Resolvemos ainda passear um pouco pelo City Walk, entrar no restaurante da NBA (sabem né, o Mauro é fã de basquete), e no Hard Rock (parada obrigatória). No restaurante da NBA tem umas bolas com a impressão da mão de vários jogadores, e a gente pode colocar a mão em cima para comparar, muito legal, a mão dos caras é gigantesca!

Quando a gente tava indo embora, pensando que não tinha mais de onde tirar energia, resolvemos dar “só uma passadinha” na Michaels… como é que a gente consegue né? Lá fomos nós, mas chegamos às oito em ponto, e a loja fechava oito e meia. O Mauro foi pra Ross, procurar uma mala, e nós cinco fomos fazer uma corrida de carrinhos na Michaels, em meia hora… nossa, eu me superei nesse dia. Nunca passei tão rápido pelas prateleiras (distraindo a Ellerim ainda). E por incrível que pareça enchi meio carrinho. Sou campeã mesmo! Ufa! Fomos até a Ross, que ainda tinha meia hora (entrei na Ross com o carrinho da Michaels mesmo, não dava tempo de guardar as compras), e o Mauro ainda tava lá sem ter decidido sobre a mala… eu tinha prometido pra Ellerim que ela ia ganhar uma mala, e ela de cara escolheu uma Sansonite vermelha expansiva pequena, que ela disse ser uma “mala perfeita”, e compramos só essa mesmo nesse dia. De alguma forma inexplicável a gente ainda conseguiu forças pra ir jantar no Mcdonalds da Sand Lake, esquina com a International Drive (é gigante, suuuuper barulhento com parquinho e Karaokê) e a gente usou os cupons de Kids Eat Free (vem só o sanduíche, refri e batata, sem o brinquedinho).  Esse restaurante tem pratos também (massas e carnes) além dos sanduíches tradicionais, mas daí não vale o cupom. Depois, direto pro hotel, moooortos de cansados. 

Dia 09/11 – Terça-Feira – Island of Adventure e mais um pouquinho de Harry Potter


Saindo dali nós passamos na frente de um restaurante chamado Mythos, e tinha uma placa dizendo que era o ganhador do prêmio de melhor restaurante de parques do mundo por 6 anos consecutivos. Bom, achamos que valia a pena conferir. Mas a espera era de meia hora, e eu e o Mauro então fomos com as meninas para o parquinho do Dr. Seuss, e voltamos meia hora depois.


O restaurante é lindo por dentro, e a comida formidável (todos nós pedimos salmão, gente mais sem imaginação…). também pedimos uma salada. Tudo impecável. Realmente valeu a pena, e não era tããão caro. A Rô ficou toda feliz porque a garçonete pediu a identidade dela para entregar o chopp.


Depois do almoço e de roupas trocadas, as meninas ficaram correndo e brincando um pouco pelas ruas do parque, e fomos então para o Camp Jurassic. Eu amei esse parquinho, muito legal mesmo (a Ellerim brincando e eu fazendo academia correndo atrás dela naquelas cordas pra cima e pra baixo).

Depois a gente se separou de novo, porque a Rô foi pegar a fila do Pteranodon Flyers, que tava em 40 minutos (nem pensar…). e nós fomos rir da desgraça alheia do pessoal se ensopando no Jurassic Park River Adventure. Ficamos um tempão só passeando e tirando fotos, nós três. Fomos também no Barco do Popeye (dei um descanso pro Mauro, e fiquei brincando ali com a Ellerim).  Aliás, esse é um lugar excelente para tirar fotos do parque. De cima do barco temos uma vista muito linda de todo o parque, fotos perfeitas.


 Depois de mais ou menos uma hora a mãe chamou no walk talk, e elas estavam ali bem pertinho. Fomos tomar um café, mas a cafeteria estava fechando (às quatro da tarde???). Fomos para o próximo restaurante então, e já tiramos uma foto com a Betty Boop no caminho. Durante o café eu contei o meu “plano maligno” de voltar para o Harry Potter, nem que fosse sozinha… e todo mundo disse: ta bom… Sério? É, ta bom, vamos… puxa, eu já tinha planejado mil e um argumentos e tudo mais, mas foi bem mais fácil do que eu pensava! Então, lá fomos nós de novo para o castelo! A fila era de 20 minutos, porque já eram cinco horas. Que legal, tudo de novo, novos detalhes, muitas coisas que não tinha conseguido ver da primeira vez, e fui duas vezes de novo no simulador, porque voltei com a mãe quando o Mauro ficou com a Ellerim! Que felicidade! Mas agora foi despedida de verdade… O Mauro comprou uma camiseta lindíssima do HP, e fomos embora do parque quando fechou, depois de passar pelas lojinhas, quando já tava escurecendo. Deu uma tristezinha de saudades, um aperto no coração, uma vontade de olhar tudo mais uma vez, tentar gravar tudo na mente…  

Dia 08/11 (Segunda-feira) Universal – parte 3 e Red Lobster

Bom, vendo o horário a gente percebeu que não daria pra ir em tudo, então eu e o Mauro fomos com as meninas pros parquinhos, e a mãe e a Rô foram pro Terminator 2. A Ellerim amou o parquinho do Barney, e ficou muito tempo lá, enquanto eu e a Manu fomos 3 vezes na montanha russa do pica-pau (Woody Woodpckers Nuthhouse Coaster) com um brasileiro e sua filha que também tinha apelido de Manu.
Continuamos esperando a mãe e a Rô no parquinho do Curious George e depois do Fievel,
mas elas chegaram só às seis horas… puxa, não acredito, perdemos a Rockit! Por essa eu não esperava… mas paciência né, deixa pra próxima.
Ficamos passeando ainda um pouco no parque, compramos uns nuggets e batatas pra Ellerim, e passeamos mais um pouco pela City Walk, e então, sete horas, decidimos ir para o Red Lobster, senão a mãe ia ter um treco, porque ela só falava todo dia que era o único restaurante que ela queria ir porque ela só falava todo dia que era o único restaurante que ela queria ir, e já tava achando que a gente ia passar a perna nela, porque a gente sempre prometia e nunca ia. Eu entrei no GPS em restaurantes, e logo apareceu um Red Lobster pertinho. A Ellerim deve ter se divertido muito, porque já dormiu no carro, e dormiu o jantar inteirinho. A comida estava ótima, lagosta e camarão, e como pedimos 4 pratos, aceitaram 2 cupons que peguei na internet, de $4 cada um.
Pena que o Mauro tava com o estômago um pouco sensível, e mais tarde acabou virando planta (tadinho passou a noite no vaso). Alguns dias depois, quando jantamos com a Rafaela, ficamos sabendo que aconteceu o mesmo com ela depois do jantar no Red Lobster… eu, como posso comer até pedra, não senti nada, achei tudo maravilhoso! Saímos do Red Lobster às oito e meia, e resolvemos dar uma passadinha no Wal Mart da Turkey Lake Road, ali pertinho. Parece que só tinha brasileiro na loja, e fizemos várias compras, claro, mas não achamos a loja tão boa quanto a de Kissimmee. Decidimos que iríamos um dia lá antes do final da viagem. Voltamos para o hotel às dez, com um monte de comida (como a gente se empolga lá né…  e aquelas embalagens gigantescas, e tudo parece tão gostoso… claro que não conseguimos comer metade daquilo tudo, mas compramos mais um Beaujolais).

Dia 08/11 (Segunda-feira) Universal – parte 2

Fomos em quase todos os brinquedos do parque, em ordem, seguindo pro Shrek (adoro, inclusive o pré-show, que é bem engraçadinho, com os 3 porquinhos e o pinóquio na câmara de tortura), o Twister (primeira vez que fui! Nunca tinha me chamado atenção, achava que era chato, mas gostei) e o Revenge of The Mummy (Fui duas vezes, pois voltei com a mãe depois que ela ficou com a Ellerim).
Fenomenal, e foi muuuito bom ir com o Mauro nessa montanha russa, foi a primeira vez que fomos juntos. Já adoro o filme, e a atração é demais mesmo! Do lado de fora tinha um cara fantasiado com pernas de pau que ficava assustando o pessoal, muito engraçado. Almoçamos no Louie’s Italian Restaurant e tava gostoso. Depois, ficamos passeando um pouco por Amityville e tomamos um sorvete daqueles de bolinhas pequenininhas, o Dippin’ Dots Ice Cream – http://www.dippindots.com/ (a mãe e a Rô viram o meu e do Mauro, que dividimos um pequeno, e foram comprar sozinhas, e de novo foram respondendo Yes Yes e voltaram cada uma com um pote grande!). Enquanto elas tentavam em vão comer aquilo tudo, o Mauro saiu pra fazer as moedinhas dele.
Depois fomos no Jaws e no Man in Black, e, finalmente, no The Simpsons Ride, que pra mim é uma das melhores atrações de todos os parques. Eu amo… já vale a atração ver o Homer sentado no carrinho dizendo que esperou uma hora na fila e não vai sair! Muito bom! Não tem como não sair dando gargalhada depois de escapar do inferno…
Quando a gente saiu, já eram 5 horas!!! Gente, o que é isso? Não pode, o tempo não pode passar tão rápido assim! Não dá pra entender…

Dia 08/11 (Segunda-feira) Universal

O dia amanheceu lindo, e não mais tão frio. Foi nesse dia que comecei a ter aquela sensação de me sentir nos Estados Unidos… não sei explicar, mas é uma sensação diferente, quando a gente finalmente sente que está em outro país, num lugar diferente, e é muuuuito bom! Saímos às 9:45h para a Universal, estacionamos no VIP de novo (preguiçosos) e já compramos o Express na primeira loja do parque. Saiu $ 19,95 por pessoa. Sabe, talvez até não precisasse, porque o parque tava bem vazio. Mas ficamos com pena da Ellerim, que não pode ir em praticamente nenhum brinquedo, e qualquer fila é chata se você fica o dia inteiro indo de fila em fila sem poder ir nos brinquedos, ainda que sejam filas de 10 minutos. Então, valeu muito a pena. A gente foi tomar café na Beverly Hills Boulangerie, e decidiu fazer o parque em ordem, no sentido horário, deixando a Rockit e os parquinhos infantis por último (a idéia era que só eu e a Rô iríamos na Rockit, enquanto o Mauro e a Mãe ficavam com as crianças nos parquinhos, já que o Mauro amarelou!).
Começamos pelo Jimmy Neutron’s Nicktoon Blast, e como o Mauro enjoa em simuladores ele foi com a Ellerim no assento fixo (stationary). Eu adoro todos os simuladores, e gosto desse também, mas ainda preferia o anterior, do Zé Colméia.
Eu tava bem ansiosa por essa atração, porque há um ano vinha prometendo pra Ellerim comprar a coleção do Backyardigans original. Na última viagem eu tinha comprado a Tasha ali na lojinha desse brinquedo, e o restante da turma comprei no Brasil ou no Wal Mart. Mas não teve jeito, a Ellerim só gostava da Tasha original, e queria o resto da coleção igual (não sei de onde ela tira essas coisas, mas como ela quase nunca pede nada, eu me esforcei né…). Enfim, eu já tinha procurado os tais Backyardigans originais em todas as lojas da Island e nada… Mas chegamos na lojinha e lá estavam todos eles! Nossa, que alívio. A Ellerim ficou louca quando viu, e já comprei todos (inclusive a Tasha, porque a dela já ta bem velhinha). Pronto, já valeu o dia! A Ellerim passou o dia no carrinho brincando com os bonecos!
Top