Home / Wishes

Wishes

5 Melhores Lugares para Assistir o Show de Fogos Wishes, no Magic Kingdom!

 

5 MELHORES LUGARESPARA ASSISTIR WISHES (1)

Aproveite estas dicas e descubra os melhores lugares para assistir o lindo show de encerramento do Magic Kingdom, o Wishes Nighttime Spectacular!

PARA MAIS DICAS DO MAGIC KINGDOM CLIQUE AQUI

Dia 21/11/2010 (Domingo) – Magic Kigndom Horas Mágicas

Gente, não acredito… mas realmente chegou nosso último dia de Disney. Já passava da metade da tarde quando nos preparamos para pegar o ônibus para o nosso último dia de Magic Kingdom e de Disney, com um misto de emoções. Tudo parece diferente nesse dia, pois não temos mais a euforia da chegada e da descoberta. Todos nós falamos menos, ficamos só contemplando esse mundo maravilhoso que o Walt criou para nós.  Ficamos passeando pelo parque completamente lotado, a Ellerim feliz da vida brincando com o balão que voltou para ela. Fomos então para o Buzz Lightyear´s Space Ranger Spin, que a Ellerim queria voltar. Esse brinquedo é sempre divertido. 

Eu queria ir uma vez pelo menos no Tomorrowland Transit Authority PeopleMover, e como o Mauro e a Ellerim também gostam desse “passeio” acabamos indo quatro vezes seguidas! A Ellerim gostava inclusive da parte de subir e descer a esteira rolante, e estava convencida de que o brinquedo era uma montanha russa (o bom é que ela também se convenceu de que gosta de montanha russa depois desse brinquedo!). Jantamos no Cosmic Ray’s Starlight Café, ali embaixo do brinquedo. Mas eu acho que ele é um pouco triste para de noite, ainda mais em clima de despedida… é um restaurante melhor para o almoço. 

Dali, fomos procurar um lugar para assistir A Parada Elétrica. Era dia de Horas Mágicas e de Main Street Electrical Parade, que veio por um tempo substituir a SpectroMagic. Mas é bom lembrar que a SpectroMagic veio para o Magic Kingdom substituir exatamente a  Main Street Electrical Parade. Bom, eu assisti essa parada a primeira vez aos onze anos, e a última aos dezoito, então, já fazia quase 20 anos que não assistia. A Main Street estava intransitável, uma loucura. Eu já estava quase desistindo de assistir quando formos para a Frontierland. A parada já tinha começado na Main Street, e a Frontierland também já estava lotada. Mas vieram uns cast members e fecharam um caminho com uma corda, e o lugar onde antes era o caminho e estava vazio virou lugar para assistir a parada, e isso bem quando a gente iria passar por ali. Já aproveitamos e sentamos no chão, bem na pontinha da corda, e foi uma sorte. A parada é muito bonita, exatamente como eu imaginava. Mas gente, sou obrigada a dizer… aquela musiquinha dindoindoiiinhoinindindindindoinnhoinnhoinnhoin me deixa louca depois de cinco minutos! Rsrsrsrsrs ô musiquinha chatinha. Mas foi legal, porque o Mauro e a Ellerim nunca tinham assistido. Agora posso ficar mais 20 anos sem ver de novo rsrsrsrsrs. Eu só não lembrava da águia no final, que é realmente linda. 

Depois da parada, já estava quase na hora do Wishes, e uma boa parte da Fantasyland estava fechada pra isso. Resolvemos assistir o show de um lugar diferente, e ficamos bem entre a Branca de Neve e o Pooh, no caminho que vai para o Carrossel. Fazia tempo que não assistia o Wishes de outro lugar. O show todo é feito para ser assistido de frente para o castelo. Mas eu achei uma experiência bem legal assistir desse lugar. Dá para ver bem os fogos, mas de uma perspectiva diferente. Acho que é uma boa opção para quem já assistiu o show de frente para o castelo na mesma viagem. Nessa hora o parque começou a esvaziar, mas nós tínhamos horas mágicas. Ficamos na Fantasyland para ir no It’s A Small World, que é um dos brinquedos favoritos da Ellerim, e ela queria muito voltar, e fizemos mais alguns brinquedos por ali. Mas já estava muito tarde, pois as horas mágicas nesse dia começaram às onze da noite. 

Então, era hora de se despedir. Fomos passeando para a saída do parque, aproveitando para dar uma última olhada em tudo. Tiramos fotos na frente dos castelo, com a nossa máquina e com o Photopass. Por último, nos despedimos do parque e desse mundo de sonhos, desejando poder voltar muitas e muitas vezes. 

Dia 14/11 (Domingo) – Magic Kingdom – Horas Mágicas

Bom, nessa hora a gente se sente importante, porque todo mundo começa a ir embora do parque, e nós temos ainda 3 horas para aproveitar! A mãe quis passear um pouco sozinha, mas acabou ficando com a Ellerim pra gente ir nos brinquedos mais radicais, e combinamos encontro às onze na frente do castelo. Eu, o Mauro, a Rô e a Manu fomos direto pra Space Moutain, mas na hora de entrar o Mauro amarelou… eu não entendi, porque ele já tinha ido outra vez, mas não teve santo que fizesse ele entrar. Ficamos um pouco na entrada discutindo o entra-não-entra, e ele falou que definitivamente iria ficar esperando na frente, e eu disse pra ele pelo menos ir passear um pouco, e depois a gente se encontrava, e ele disse que iria ficar ali esperando e pronto. Tá, desisti e entramos no brinquedo. Eu sei que essa montanha russa não é radical, mas eu acho o máximo mesmo assim, toda a tematização, a estação espacial, tudo muito legal, e agora com alguns efeitos sonoros novos. Foi bem divertido, e a Manu amou (bem radical essa menina, adorou todas as montanhas russas, é das minhas!). A saída do brinquedo é mais legal ainda, a esteira rolante e a gente chegando em outro planeta. Eu não me conformei de o Mauro não ter ido (mas ele acabou indo outro dia). Quando a gente saiu, cadê o Mauro? Bom, ele literalmente sumiu, não tava ali fora, nem na loja, nem em lugar nenhum e não respondia o Walk Talk. Eu fiquei chamando ele sem parar, até a mãe atender e me mandar calar a boca que ela tava no Carrossel do Progresso e eu tava atrapalhando todo mundo. Bom, resolvi que não ia sair dali sem o Mauro (achei que ele tinha tido uma dor de barriga e tava preso no banheiro, e a gente tem que ser solidária nessas horas né). Falei pra Rô ir com a Manu nas outras atrações. Eu procurei, procurei, procurei e nada. Uns quarenta minutos depois eu fui pra frente do castelo, e então o Mauro chama pelo Walk Talk… ele tava tomando um sorvete sentado na sorveteria da Main Street. Eu só olhei e perguntei o que tinha acontecido, e ele disse “nada, só resolvi passear como você disse” e pensou que quando eu não visse ele na saída iria imaginar que ele tinha feito isso, já que a ideia foi minha, mas ele não tinha visto que o Walk Talk tava desligado… bom, depois que ele falou pareceu meio óbvio né, mas na hora eu não pensei nisso, e perdi um tempão… paciência né, essas coisas sempre acontecem em viagens… então ficamos passeando pelas lojinhas (nós dois gostamos de passear pelas lojinhas) conversamos com a mãe pelo Walk Talk de novo (ela tava com a Ellerim na Fantasyland) e ficamos esperando até às onze o resto do pessoal. A Ellerim voltou com o balão do Mickey furado e sem uma Minnie pequena que ela tinha comprado com o dinheiro dela. Sei que eles repõem o balão quando a gente pede, mas resolvi não pedir (acho que ela tem que aprender que vai ficar sem as coisas quando não cuidar). Mas a mãe se sentiu responsável pela Minnie, e no outro dia foi no achados e perdidos. Eles não encontraram, mas deram um vale para pegar outra igual em qualquer loja. Incrível isso né. Tiramos mais algumas fotos e finalmente fomos pra fila do ônibus, para voltar pra casa.  


Dia 14/11 (Domingo) – Magic Kingdom – Wishes


Conseguimos pegar um lugar bom na frente do restaurante Casey’s Corner. Bom, sem palavras para descrever esse show de fogos… a Ellerim tava ansiosa para ver a Sininho voando iluminada, e quando apareceu ela ficou eufórica, e me agarrou no pescoço e ficou gritando  “olha mãe a Sininho iluminada, a Sininho iluminada, olha mãe”. E ficamos nós três sentados juntos assistindo aqueles fogos maravilhosos, a música linda, tudo tão deslumbrante e emocionante, e foi um momento sublime. 

Sabe, eu sou uma pessoa que não chora nunca, não chorei nem no final do Titanic. Mas quando a fada do Pinocchio começa a falar “When stars are born, they possess a gift or two. One of them is this: they have the power to make a wish come true.” Eu me arrepio toda, e então ouvimos os fogos de artifício no fundo e aquela vozinha de menina cantando “Starlight, Starbright, The first star I see tonight; I wish I may, I wish I might, Have the wish, I wish tonight” nossa… nessa hora não tem como evitar, eu já estou literalmente chorando, e continuo chorando ouvindo “When you wish upon a star, makes no difference who you are, anything your heart desires will come to you…” e então o grilo falante conta como ele passou a acreditar que as coisas mais mágicas podem acontecer, e que “All Started with a wish”… e ouvimos aquele tilintar mágico de pixie dust, e aparece a Sininho toda iluminada na torre mais alta do castelo… UAU… UAU… Parece que toda a emoção de todo  preparo, todo planejamento, cada dia de espera, de stress, de ansiedade, de sonho, tudo, tudo é recompensado naquele momento. Finalmente, estamos ali de verdade, finalmente o sonho se torna realidade… bom, isso é tudo que consigo descrever… depois, é só aproveitar o show, música, fogos, fogos, fogos, o castelo mudando de cor, vermelho, azul, laranja, rosa, e então milhares de luzinhas brancas que parecem cobrir o castelo de diamantes, e um final glorioso…


acho que eu podia terminar esse dia aqui, porque foi um final perfeito. Mas a verdade é que tínhamos ainda horas mágicas, e muito mais pra fazer!


Top