Home / Diário bordo Disney 2010 / Dia 08/11 (Segunda-feira) Universal – parte 3 e Red Lobster

Dia 08/11 (Segunda-feira) Universal – parte 3 e Red Lobster

Bom, vendo o horário a gente percebeu que não daria pra ir em tudo, então eu e o Mauro fomos com as meninas pros parquinhos, e a mãe e a Rô foram pro Terminator 2. A Ellerim amou o parquinho do Barney, e ficou muito tempo lá, enquanto eu e a Manu fomos 3 vezes na montanha russa do pica-pau (Woody Woodpckers Nuthhouse Coaster) com um brasileiro e sua filha que também tinha apelido de Manu.
Continuamos esperando a mãe e a Rô no parquinho do Curious George e depois do Fievel,
mas elas chegaram só às seis horas… puxa, não acredito, perdemos a Rockit! Por essa eu não esperava… mas paciência né, deixa pra próxima.
Ficamos passeando ainda um pouco no parque, compramos uns nuggets e batatas pra Ellerim, e passeamos mais um pouco pela City Walk, e então, sete horas, decidimos ir para o Red Lobster, senão a mãe ia ter um treco, porque ela só falava todo dia que era o único restaurante que ela queria ir porque ela só falava todo dia que era o único restaurante que ela queria ir, e já tava achando que a gente ia passar a perna nela, porque a gente sempre prometia e nunca ia. Eu entrei no GPS em restaurantes, e logo apareceu um Red Lobster pertinho. A Ellerim deve ter se divertido muito, porque já dormiu no carro, e dormiu o jantar inteirinho. A comida estava ótima, lagosta e camarão, e como pedimos 4 pratos, aceitaram 2 cupons que peguei na internet, de $4 cada um.
Pena que o Mauro tava com o estômago um pouco sensível, e mais tarde acabou virando planta (tadinho passou a noite no vaso). Alguns dias depois, quando jantamos com a Rafaela, ficamos sabendo que aconteceu o mesmo com ela depois do jantar no Red Lobster… eu, como posso comer até pedra, não senti nada, achei tudo maravilhoso! Saímos do Red Lobster às oito e meia, e resolvemos dar uma passadinha no Wal Mart da Turkey Lake Road, ali pertinho. Parece que só tinha brasileiro na loja, e fizemos várias compras, claro, mas não achamos a loja tão boa quanto a de Kissimmee. Decidimos que iríamos um dia lá antes do final da viagem. Voltamos para o hotel às dez, com um monte de comida (como a gente se empolga lá né…  e aquelas embalagens gigantescas, e tudo parece tão gostoso… claro que não conseguimos comer metade daquilo tudo, mas compramos mais um Beaujolais).

About Karen

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Top