Home / Compras / Dia 16/11 (terça-feira) – Downtown Disney

Dia 16/11 (terça-feira) – Downtown Disney

Não tínhamos compromisso nesse dia, era meio que nosso dia de folga. Arrumei a Ellerim fazendo “orelhas” com o cabelo dela, e coloquei uma camiseta que tem o corpo da Minnie, mas sem cabeça, pra parecer que a cabeça da Minnie é a cabeça da criança que está usando a camiseta. Ainda pintei o cabelo dela com uma tinta spray rosa que compramos na loja de um dólar. Ela ficou fosíssima, e escolheu o óculos do Mickey pra completar.
 Fomos tomar café no restaurante do Pop, e tinha um funcionário com uma máquina de fazer bolinhas de sabão na frente da piscina, e a Ellerim adorou. 
A Manu tinha hora marcada na Bibbidi Bobbidi Boutique às dez, e já tinha ido para Downtown Disney com a  mãe e a Rô mais cedo. Eu já tinha reservado a Bibbidi Bobbidi por telefone do Brasil. Não precisa pagar antecipado, apenas deixar o número do cartão de crédito como garantia.  Eu reservei só o plano básico de US$ 59,90, que inclui cabelo, mãos e maquiagem, e ainda ganha o estojinho de maquiagem. A atendente me disse que era melhor fazer a reserva pelo básico, e escolher a fantasia e acessórios só na hora. Eu achava que eram só planos com preços fixos (tipo, só maquiagem ou maquiagem com fantasia). Mas na verdade, a gente paga esse básico, e o restante é o preço exato da fantasia e acessórios que a criança escolhe (pode escolher só vestido, ou incluir sapatos, coroa, faixa, enfeites para cabelo etc), e comprar a fantasia com ou sem o Bibbidi Bobbidi é o mesmo preço. O pacote completo que é perto de $ 200 tem uma fantasia e alguns acessórios, mas se quiser, pode escolher tudo avulso. Até aquela faixa de princesa tipo Miss dá pra comprar. Tem de tudo, de todos os personagens… dá pra ficar bem louca! Mas a Ellerim não quis fazer, e por isso saímos do hotel um pouquinho mais tarde. Decidimos ir de carro, e estacionamos perto do Planet Hollywood. O tempo tava feio, mas não chegou a chover. Já liguei pra mãe no Walk Talk, e nos encontramos com elas na loja The World of Disney. Era perto do meio dia, e a Manu tinha acabado de ficar pronta. Ela escolheu a fantasia da Hannah Montana (já é uma mocinha né), e estava feliz da vida com a produção. Primeiro ela tinha escolhido a fantasia da Alice, mas depois achou muito sem graça, e acabou trocando. O cabelo estava super produzido. Ela adorou tudo (mas a fada madrinha não apareceu, acho que ela só aparece no castelo…). 
Ali na frente da Bibbidi Bobbidi eu vi uma cena que me deixou triste. Um casal americano estava escolhendo a fantasia pra filha, que devia ter uns 6 anos. O casal ficava conversando e escolhendo a fantasia e os acessórios sem nem olhar pra menina, bem sérios, e a menina só ficava atrás sem falar nada, e sem muita alegria no olhar também. Depois que eles escolheram tudo, a menina pediu pra trocar a coroa pequenininha de metal e strass que eles escolheram por uma grande de plástico. O pai foi super seco com a menina, dizendo que aquela era a ideal pro tamanho dela, e que não tinha mais conversa. Nossa, achei horrível aquilo. Afinal, era um dia de princesa pra ela ou pros pais? Aquilo que era para ser um dia de sonhos se transformou num momento de frustração. Bom, essas coisas fazem a gente pensar não é mesmo. Existe uma grande diferença entre impor limites e fazer com que o filho viva de acordo com as nossas imposições. Bom, mas seguimos adiante, e a Ellerim já ficou feliz da vida por ver a Manu, e só queria brincar. Eu fiquei pedindo pra ela ir ao banheiro, mas não teve jeito, até que acabou acontecendo o “acidente” que eu já tinha previsto. Bom, aquela loja é imensa, e o banheiro ficava do outro lado do mundo. Saí correndo com ela no colo pra trocar de roupa, e ela não parava quieta. Depois atravessamos a loja de novo procurando o pessoal, e quando chegamos do outro lado da loja a Ellerim quis ir ao banheiro de novo… lá fui eu carregando ela e a mochila correndo, atravessando a loja inteirinha até chegar no banheiro de novo. Bom, essas são as partes cansativas de viajar com criança, mas faz parte né. Acho que entre as duas maratonas levei quase uma hora, e acabei perdendo um pouco a vontade de ver o resto da loja. Até porque a mãe começou a me deixar doida porque estava com fome, ela tomou café bem mais cedo que a gente. Fomos então para o Wolfgang Puck Express que fica perto do Rainforest Cafe, que eu tinha ouvido ótimas recomendações. Olha, os pratos eram realmente excelentes. Massas e salmão, todos lindos. E de sobremesa tinha sorvete com Chocolate Chips ou crème brûlée. Altíssimo nível para o Dinnig Plan. Aliás, acho que foi uma das melhores refeições que fizemos com o plano de alimentação. E a refeição infantil vinha com um copo plástico souvenir. Foi tudo ótimo. Depois fomos passear pelas lojas de Downtown Disney, sem compromisso. Começamos pela do Rainforest Café, e a Ellerim ficou vidrada nos aquários. 
E fomos seguindo uma por uma, e são todas lindas. Quase todas as lojas têm bonecos na frente, para tirar fotos, e é uma diversão só, ir de personagem em personagem abraçando e tirando fotos. 
Tem uma loja só de doces, do Pateta, uma de Pin Traders, e outra de cair o queixo, com tudo de natal.  Isso sem falar na loja de esportes, que tem de tudo de todos os esportes, e a loja da Lego, que é de ficar louca, com uma escultura mais legal que a outra, tudo feito de lego. Mas a que eu mais gosto é a Mickey’s Pantry. Uma loja que tem de tuuuudo pra cozinha. Eu amo essa loja, e metade da minha cozinha já é do Mickey. Cada viagem eu aproveito pra comprar mais alguma coisa, além de ser um dos poucos lugares que tem o café aromatizado, que eu amo. Depois, pra acalmar as crianças, fomos na Once Upon a Toy, uma loja de brinquedos linda. Já na entrada tem um suporte enorme que vem desde o teto e termina numa mesa, cheia de peças para o Senhor Batata. A gente pega uma caixinha vazia, e pode encher com as peças que quiser por $ 19,99. Muito divertido, e além disso tem vários senhores Batatas expostos em duas mesas para as crianças brincarem. Mais na frente você pode montar seu próprio sabre de luz, do jeito que quiser. E então tem o setor de brinquedos eletrônicos e vídeo games. Tem uns vídeos pendurados no teto, com vários controles para ficar jogando. No final da loja tinha um castelo lindo, e tudo para princesas. Em janeiro a Ellerim ficou super triste quando entrou nessa loja, pois o castelo não estava mais lá. Eu achei até que ela tinha se confundido, mas perguntei para um vendedor e ele confirmou que tiraram o castelo que tinha ali. Uma pena, porque era mais bonito antes. Compramos muitas coisas, e pedimos para entregar tudo no hotel… ô coisa boa! 


Descobri que em Downtown tem tantas atividades para crianças, que elas se divertem quase tanto quanto no parque. Podem montar carrinhos de legos para brincar na pista, montar senhor batata, procurar ossos de dinossauros em uma escavação, andar de trenzinho e carrossel, montar seu próprio dinossauro, jogar video game e tirar fotos com os bonecos na frente das lojas e animatronics nos restaurantes. E a decoração das lojas é simplesmente fenomenal, indescritível. Acho que só visitar o interior das lojas, com bonecos imensos, trens que passam em trilhos suspensos, personagens voando e uma infinidade de detalhes maravilhosos já vale o passeio. E assim passamos a tarde, passeando, olhando lojas, brincando e comprando. Passeamos por toda Downtown Disney, até o Cirque du Soleil e voltamos, passando pela Pleasure Island. 

Embora as boates estivessem fechadas, o local permanece aberto, e bem divertido, com música ao vivo e bastante movimento. Já estava anoitecendo, e resolvemos pegar o barquinho no píer de Pleasure Island e visitar algum hotel. Pegamos logo um para o Saratoga Springs, que fica do outro lado do lago, bem em frente. É só chegar e pegar o barco, que tem um “marinheiro”, e ninguém pergunta se você é hóspede ou não. O passeio de barco é bem bonito, e vale à pena, pois a vista de Downtown Disney é linda quando passeamos pelo lago. Chegamos no píer do hotel, e estava tudo meio escuro. A gente não sabia bem aonde ir. Os hotéis da Disney são muito grandes, e as coisas ficam meio espalhadas. Nem todos tem um hall central com todos os restaurantes. E esse é um deles. Mas logo conseguimos achar o restaurante Quick Service do hotel, que fica do lado da lojinha, e na frente da piscina. A piscina é bem bonita, e a Rô achou que foi ali que foi gravado High School Musical II, mas não conseguimos confirmar isso. 

No hotel só tinham americanos. Parece que é um hotel para famílias, que os maridos vão para jogar golfe, enquanto as mulheres vão com as crianças para a Disney. Jantamos no restaurante quick service com nosso plano de alimentação, e comemos flatbread, que é tipo uma pizza, mas com a massa bem fininha, e estava delicioso. Depois, voltamos para o píer para esperar o barco, pois já estava bem tarde, e esperamos uns 15 minutos. Quando atravessamos o lago de volta conseguimos ver bem de longe os fogos de artifício do Magic Kingdom. Voltamos em seguida para o Hotel, e ainda passeamos um pouco pela lojinha e restaurante, mas ninguém conseguiu comer mais. E assim terminou nosso dia de descanso.  

About Karen

One comment

  1. A Ellereim ficou linda de Minnie….mas ela fica inda sempre! Tão fofa!
    Adorei tbm a Manu de Hannah Montana (é assim que escreve? rsrsr).
    Nossa fiquei chocada com os escolhendo a roupa de princesa da filha sem dar a menor atenção a criança….algumas pessoas realmente não sabem como cuidar de um filho, né? Não é a roupa em si que conta, mas a criança vivenciar aquele momento com prazer! É revoltante ver como existem pais tão estúpidos!
    Legal saber que tem tantas coisas para fazer em Downtown Disney, não tinha parado para pensar nisso, mas com certeza vale um passeio!
    Estou ansiosa pela continuação dos seu diário. Quando vc voltar em abril vai ficar devendo 3 diários! rsrsrsr

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Top